Conselho

Sintomas de fluxo gengival em pêssego e métodos de tratamento, prevenção

Sintomas de fluxo gengival em pêssego e métodos de tratamento, prevenção



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Quando crianças, todos experimentavam resina em árvores frutíferas e não percebiam que era uma doença, não uma iguaria. A causa do aparecimento de cola é uma violação da integridade da casca. O vazamento crônico da massa pegajosa enfraquece a árvore e leva à morte. Nos primeiros sintomas, é necessário tratar a doença das gengivas em um jardim de pêssego, cereja, ameixa. E no futuro - para prevenir a doença.

O que é gommosis?

A secreção de uma massa pegajosa nos troncos das árvores é uma doença chamada goma. Principalmente as fruteiras com caroço sofrem: pêssego, cereja, ameixa.

As árvores reagem a vários tipos de danos. O processo ocorre em madeira jovem. Cambium não forma novos elementos do córtex externo e interno. O trabalho biológico das células é interrompido. Como resultado, novas células aparecem, dentro das quais o amido se acumula.

Com o tempo, a quantidade de substância intercelular aumenta e a membrana não resiste a rachaduras. Em seguida, a membrana celular e o amido se dissolvem. Como resultado da decomposição, uma massa líquida adocicada flui para a superfície do tronco e se solidifica, formando uma goma.

Por que a cola aparece no pêssego

As razões para o aparecimento de uma massa pegajosa em um pêssego podem ser:

  • infecção fúngica ou bacteriana;
  • violações agrotécnicas;
  • condições climáticas;
  • danos por pragas.

A liberação crônica de cola enfraquece a vitalidade da planta. Portanto, a terapia gengival precisa de tratamento.

Infecção fúngica ou bacteriana

Danos mecânicos na casca do pêssego fazem com que a goma escorra. Se organismos bacterianos e fúngicos entrarem na ferida, eles só agravam a doença. Os agentes causais podem ser:

  • câncer de frutas de caroço;
  • queimadura bacteriana;
  • doença de clasterosporium;
  • moniliose.

Sinais de gomose são detectados em todas as partes do pêssego: nas frutas, tronco, galhos.

Violação de técnicas de cultivo

A violação da tecnologia agrícola pode provocar uma doença:

  • solo selecionado incorretamente. A doença se desenvolve em solo ácido. O ambiente favorável são solos argilosos pesados ​​e flutuantes;
  • supersaturação com fertilizantes, especialmente elementos de nitrogênio;
  • rega excessiva;
  • alta umidade;
  • poda excessiva;
  • incompatibilidade do descendente com o estoque.

A casca racha e uma massa pegajosa é liberada.

Condições climáticas

A liberação de resina é agravada em condições climáticas desfavoráveis:

  • a umidade excessiva é acompanhada de frio;
  • no outono, as fortes chuvas são substituídas por clima frio;
  • queimadura de sol;
  • congelamento de um pêssego no inverno;
  • disjuntores de gelo;

Na primavera, aos primeiros sintomas, o tratamento é iniciado.

Infestação de Pragas

As pragas violam a camada da casca, provocando a doença.

Alburno enrugado. Besouros e larvas prejudicam a árvore. Os insetos fazem buracos na casca de até 2 milímetros, põem ovos e morrem, fechando o furo com o corpo. As larvas hibernam nos túneis sob a camada superficial perturbada. Na primavera, eles abrem os buracos e saem. Com o tempo, a resina aparece nas feridas, o fluxo da goma começa.

Os roedores causam danos consideráveis ​​às árvores, destruindo a casca. Como resultado, uma doença é provocada - gomose.

Plum maroth. As lagartas comem a polpa dos pêssegos, enchendo os vazios com excrementos. Goma solidificada aparece nos buracos.

Como tratar a goma de pêssego

Quando uma massa espessa aparece, atenção especial é dada às feridas e rachaduras. A cola é completamente limpa e transformada em um tecido vivo. Uma solução de trabalho é feita: 100 gramas de sulfato de cobre são adicionados a 10 litros de líquido. Trate feridas, fissuras. Assim que o tronco seca, é branqueado com uma composição: sulfato de cobre, argila, cal. Em seguida, a causa da doença é determinada e eliminada.

Além disso, as feridas são tratadas com piche. Evita o apodrecimento e o ressecamento. Grandes feridas são cobertas com argila com verbasco. Se as doenças fúngicas são o provocador da doença, usa-se Hórus, uma droga sistêmica. Na luta contra a traça da ameixa, o Fitoferm é usado.

Como prevenir o fluxo de gengiva

A doença da gomose pode ser evitada. Para isso, uma série de medidas complexas são realizadas:

  1. Variedades de pêssego resistentes ao inverno são usadas em regiões frias.
  2. Selecione o solo certo, o nível de acidez.
  3. Antes do inverno, o solo é isolado com ramos de abeto, o tronco é embrulhado em papel, tábuas. As cercas e o isolamento alertam contra ataques de roedores e mudanças de temperatura na primavera.
  4. Eles realizam medidas abrangentes contra doenças e pragas.
  5. As árvores são caiadas a tempo de evitar queimaduras.
  6. A alimentação dos pêssegos deve ser equilibrada.
  7. Durante a poda, a ferramenta é desinfetada e os cortes são tratados com grama.
  8. Para doenças fúngicas, esfregue o tronco com folhas de azeda. Após a secagem, são tratados com verniz de jardim. O procedimento é repetido três vezes.
  9. Na primavera, quando os botões incham, as árvores são borrifadas com líquido bordalês ou sulfato de cobre.
  10. Para besouros, o Fufanon é usado assim que começam a voar. Os troncos e galhos são bem umedecidos.

Após esses procedimentos, a árvore não sofrerá.


Assista o vídeo: Como Remover E Prevenir O Tartaro Dos Dentes. Receita Caseira (Agosto 2022).